Terça-feira, 4 de Março de 2008

Olhos cor de sonho



Adormeceu, mil-e-uma-voltas-na-cama depois.
Sonhou, com os olhos verdes, com a voz cavada e forte, em tom sussurrante, bichanando-lhe desejos proibidos ao ouvido.
Sonhou, como nunca, com mãos em todo o sítio, beijos perdidos em peles improváveis, com corpos nus, com o seu corpo nu a ser percorrido por um outro corpo que não conhecia, mas que desejava consumir, avidamente, desesperadamente.
Sonhou com ele. O proibido, o desconhecido, o não-sei-quem-é mas quero saber...
Acordou, suada e ofegante... perturbada.

"Tiveste um pesadelo? Sossega..."

E beijaram-na os olhos castanhos, num abraço que só pode ser dado por quem dorme e sonha sonhos inocentes.

E beijada foi aquela boca que é só daqueles olhos castanhos. Mas que em sonhos... não é de ninguém senão de quem ela deseja ter.

E adormeceram...

Os olhos castanhos sonharam com ela e ela... ela sonhou com olhos de todas as cores.
música: The Private Song

Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2008

Espelho



Naquele dia C espalhou várias hipóteses de toillete
pela cama. Calça preta, camisola vermelha, calça preta, camisola verde esmeralda, calça de ganga escura com top amarelo torrado, calça de ganga clara com top roxo - as cores da moda...
C é vaidosa, sempre foi. Sempre teve muito cuidado com a escolha das toilletes. Quando vai às compras faz questão de pensar muito bem no que já tem no armário para poder fazer as conjugações que lhe parecem bem - roupa, mala, sapatos, acessórios - tudo num conjunto harmonioso.

Além de vaidosa, C sabia que era bonita. Toda a vida lho disseram. Sempre lhe gabaram a expressividade, a forma e a grandeza do olhar castanho. A maneira como os seus escuros cabelos encaracolam, desordenados e rebeldes. Os lábios grandes, carnudos, os seios generosos, as pernas longas.

Mas naquele dia, C olhou para a parafernália de roupa espalhada na cama e nada lhe pareceu seu. Tudo tão grande... as calças pareciam enormes sacas, as camisolas retalhos de tendas de campanha. Poderia ser aquela a sua roupa?

Vestiu-se já à pressa, sacudindo o estranho pensamento da mente, arranjou-se, terminado com umas golfadas do seu indispensável "Boss Intense". Meteu-se no carro, cantarolou a caminho do trabalho. Chegou e pôs-se à conversa com as colegas.

«Sabes C, és a gordinha mais elegante que conheço...»

C estremeceu. "Gordinha? Eu?" Soltou uma pequena gargalhada confiante, e disse «Gordinha elegante!? Pois!» E voltou ao trabalho, com vontade de ser engolida por uma súbita criatura das profundezas.

Mas porque é que lhe diziam que era gorda? Gordinha? Cheinha? Ela nunca se viu assim... perdia longos minutos ao espelho e nada via a não ser o seu escultural corpo no qual as suas roupas tão bem assentavam, o seu escultural corpo que já havia enlouquecido vários homens, o seu escultural corpo que alimentava os desejos do homem amado.

Chegou a casa e olhou-se ao espelho.
«Espelho meu, espelho meu... Quem sou eu?»
E viu-se, pela primeira vez.
Do alto do seu metro e setenta.
E dos seus noventa quilos.
«Serei eu apenas esta? Este corpo? Este alguém que a este corpo não pertence? Serei eu quem nunca vi? Imaginei-me toda a vida, não me VI?!?»

Do outro lado do espelho, a sua imagem falou-lhe.
«Olá... Pensei que nunca mais me vias! Gostas do que vês?»
Numa fúria C partiu o espelho, indiferente à ameaça latente de mil e um anos de azar.

E nunca mais se viu ao espelho.
música: Espelho Meu, Papas na Língua

Todos os direitos reservados. As imagens que colocamos no blog são retiradas da Internet através do Google. Se alguém tiver os direitos de autor de uma dessas imagens, é favor contactar através do email 2lefthands@sapo.pt. A imagem será retirada imediatamente.

.Quem são as mãos?

.Bem Vindos ao Lado Esquerdo...

Duas mulheres... Quatro mãos... Todo um mundo secreto que as une, mas que mais ninguém, senão elas, poderia compreender. Viagens a quatro mãos pelo lado esquerdo da nossa imaginação...

.A música nas nossas mãos...

.Mãos que passam...

Hit Counter
Free Counter

.O que as nossas mãos já escreveram

.Rabiscos Recentes

. Olhos cor de sonho

. Espelho

.tags

. todas as tags

.Números...

blogs SAPO
RSS